Ortomoleculares

Baseada na individualidade bioquímica, predisposição genética, fatores ambientais, estado fisiológico do paciente e níveis ideais de nutrientes para cada pessoa, a medicina ortomolecular tem como objetivo restabelecer o equilíbrio químico do organismo, corrigindo carências e excessos de vitaminas e minerais. O foco principal da medicina ortomolecular é neutralizar os radicais livres e evitar o estresse oxidativo, que culmina no processo de envelhecimento precoce e o aparecimento de diversas doenças, como câncer, cataratas, Alzheimer e tantas outras. Alguns fatores como estresse, poluição, álcool, cigarro e uma alimentação inadequada nos expõe a um excesso de produção desses radicais, e estas moléculas instáveis são capazes de lesar as células sadias, aumentando as chances de doenças e acelerando o processo de envelhecimento e desgaste orgânico.

ortomolecular

Sobre a responsabilidade profissional:

No Brasil, a prescrição de medicamentos somente é permitida a profissionais legalmente habilitados. Ao administrar medicamentos, alguns exames podem ser necessários, a fim de acompanhar o surgimento de reações adversas ou tóxicas.

Médicos:  detém o direito natural a prescrever após diagnóstico, segundo a Resolução CFM nº 1938/2010, artigo 10.

Cirurgiões dentistas: somente podem prescrever medicamentos para uso odontológico, de acordo com a Lei nº 5081/1966, artigo 6º.

Nutricionistas: não podem prescrever medicamentos. É permitido a estes profissionais, de acordo com a Lei nº 8.234/1.991, artigo 4º, somente a prescrição de suplementos nutricionais.