Funcionais

Alimentos funcionais caracterizam-se por oferecer vários benefícios à saúde, podendo desempenhar, além de suas funções nutricionais básicas, um papel potencialmente benéfico na redução do risco de doenças crônicas degenerativas, como câncer, diabetes, dentre outras, devendo ser seguro para o consumo sem supervisão médica. Para que os objetivos sejam alcançados, é necessário que a ingestão destes alimentos seja regular. Além disso, é importante saber que os alimentos funcionais tem seu papel desempenhado de forma satisfatória quando associados a uma alimentação balanceada e equilibrada, bem como prática regular de exercícios físicos.

Alimento Funcional

Sobre a responsabilidade profissional:

Nutricionistas:  Segundo a Lei 8.234/1991, artigo 3º, o nutricionista tem como atividade privativa a assistência dietoterápica hospitalar e ambulatorial e a nível de consultórios de nutrição e dietética, prescrever, planejar, analisar, supervisionar e avaliar dietas. Ainda segundo a Resolução CFN nº 304/2003, artigo 1º, compete ao nutricionista a prescrição dietética, como parte da assistência hospitalar, ambulatorial, em consultório de nutrição e dietética e em domicílio.

Médicos: O médico, mesmo o endocrinologista ou nutrólogo, não está apto a prescrever planos alimentares individuais e personalizados, mas cabe a ele um papel extremamente importante: repassar informações nutricionais, a fim de promover uma alimentação saudável e balanceada junto aos seus pacientes.